Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


28 de junho de 2019

Como é a Rota do Café Especial no Sul de Minas

Rota pela região da Mantiqueira de Minas tem história, o melhor café do país, gastronomia, mirantes com paisagens deslumbrantes e voo de balão sobre as centenárias fazendas cafeeiras em Carmo de Minas e São Lourenço – MG.

A Rota do Café Especial é certamente uma das grandes atrações do Sul de Minas. A roadtrip – que fizemos com a Nespresso – é uma viagem inesquecível pela região montanhosa de Carmo de Minas e São Lourenço. Os passeios envolvem diversas paradas por fazendas centenárias, histórias, cultura, voo de balão por paisagens deslumbrantes e, sobretudo, muitos goles de cafés de altíssima qualidade acompanhados com o autêntico pão de queijo mineiro. Afinal, uma das fazendas da microrregião obteve até hoje a melhor nota na competição que avalia os melhores cafés de mundo.

Voo de balão sobre a Mantiqueira de Minas

Localização da Rota do Café Especial

A Rota do Café Especial engloba as cidades de Carmo de Minas e São Lourenço, localizadas na Serra da Mantiqueira, ao sul de Minas Gerais. Da Sede da Nespresso (em São Paulo) até lá são 300 km ou aproximadamente cinco horas de uma viagem sossegada via Rodovia Dutra ou Ayrton Senna. Além de abrigar as fazendas que produzem o melhor café do País, a região também é reconhecida pelo Circuito das Águas, famoso pelo poder medicinal de suas fontes. Portanto, além dos cafés especiais, as duas cidades (separadas por apenas 12 km de distância) tem muitos atrativos que certamente valem a pena conhecer.

A colheira dos cafés mais especiais do mundo, em Carmo de Minas – MG

Carmo de Minas

Nossa primeira parada pela Rota do Café Especial se iniciou na cidade de Carmo de Minas, onde está a sede da premiada Fazenda IP. A cidade tem pouco mais de 13 mil habitantes e está a 1200 m de altitude, o que confere noites frias com temperatura em torno de 10 graus durante o mês de junho. O clima tropical de altitude e o solo fértil são alguns dos fatores que fazem do município mineiro campeão na produção de cafés de origem, com características únicas e raras e, sobretudo, com altíssima qualidade. Certamente um dos melhores e mais complexos do mundo.

Caminhada entre as lavouras de cafés da Fazenda IP

A Visita na Fazenda IP 

A visita a sede da Fazenda IP (abreviação do seu patriarca Izidro Pereira) – aos pés das deslumbrantes montanhas da Mantiqueira de Minas – é um dos grandes destaques da Rota do Café Especial. Em 2005, eles obtiveram a melhor pontuação (95,85%), até hoje imbatível, no concurso que promove o melhor café do mundo, o Cup of Excellence. A fazenda pertence ao Grupo Sertão, que tem aproximadamente 600 hectares de plantações de café, empregando mais de 700 funcionários durante a época da colheita. Destes, cerca de 80% são cultivados manualmente na montanha.

Rota do Café Especial envolve diversas experiências como a colheita do café

Por lá, tivemos diversas experiências sobre as exuberantes plantações de cafés da propriedade, como por exemplo, as variedades de cafés plantados, a derriça (retirada dos frutos da planta) e o terreiro (lugar onde os frutos são estendidos para secagem sob o sol intenso da Serra da Mantiqueira). Vale destacar que um dos motivos para que o café de Carmo de Minas seja tão especial é devido ao terroir, ou seja, a combinação perfeita entre solo fértil, a temperatura média da região em torno de 18°C (influenciada pelo microclima da Serra da Mantiqueira) e, sobretudo, a altitude acima de 1200 m. (Sim, os arábicos, uma das espécies de cafés mais comercializadas no mundo, se desenvolvem ainda mais em regiões montanhosas).

Casa sede da Fazenda IP

As folhas verdes e brilhantes dos pés de cafés asseguram que os frutos estejam se desenvolvendo. No Brasil, a colheita acontece de maio até agosto, aproximadamente. O trabalho é hercúleo, pois a colheita acontece uma vez por ano e, além disso, um pé de café produz cerca de 250 g de café especial já torrado, lá na ponta.

Café Bourbon Amarelo da variedade arábica

O melhor café do mundo

Hoje o café centenário produzido no local é certamente intocável. A complexidade da bebida deu o título de melhor café do mundo a Fazenda IP. De acordo com os proprietários, são produzidos cerca de 35 sacos de café por hectare. Os melhores grãos de café arábica da variedade Bourbon são destinados a Nespresso, enviados para as fábricas que ficam todas na Suíça e tratados de maneira individual para garantir a mais alta qualidade. Por sinal, a companhia suíça realiza um trabalho direto com cerca de 100 mil produtores no mundo todo. No Brasil são cerca de 1.200 produtores, figurando como o mais importante mercado fornecedor para a Nespresso. Para ser fornecedor da companhia são exigidas duas condições essenciais: produzir de maneira sustentável e com alta qualidade.

A parada na acolhedora sede da Fazenda IP (circundada por palmeiras exuberantes) ainda incluiu almoço servido em singelas marmitas, como se estivéssemos na roça. Da cozinha equipada com fogão de lenha saem boníssimos arroz branco, feijão, iscas de carne, couve, farofa, ovo estralado e também mini salada.

Almoço delicioso servido na Fazenda IP

As marmitas certamente nos conquistaram

Ainda pudemos nos deliciar com iguarias mineiras, como por exemplo, doce de leite, goiabada cascão, queijos, bolos, pães artesanais, além do autêntico pão de queijo e, claro, muitos cafés especiais.

Mirante

Uma das grandes atrações da Fazenda IP é a subida ao mirante. Do alto da estrutura em madeira posicionada no meio do cafezal é possível ter uma visão panorâmica das lavouras de café do tipo Bourbon Amarelo circundadas pelos vales e montanhas da Mantiqueira de Minas. Certamente uma das paisagens mais lindas paisagens do sul de Minas Gerais.

Mirantes com vista panorâmica para a Serra da Mantiqueira de Minas

Centrinho de São Lourenço 

São Lourenço, vizinha e maior do que Carmo de Minas, é também uma das paradas na Rota do Café Especial. A cidade – uma das estâncias hidrominerais do Brasil – encanta pelo clima de montanha, além das fontes d’águas consideradas medicinais. No centrinho, com boa estrutura hoteleira, vale muito conhecer outros atrativos, como por exemplo, o Parque das Águas e a Maria Fumaça. Por lá é possível fazer tratamentos revigorantes no Centro Hidroterápico Balneário. Fizemos massagem nos pés (reflexologia), banho relaxante na banheira com aroma de café e uma revigorante ducha escocesa. Para o jantar, considere o restaurante Casa Branca, muito bem localizado em frente ao lago do Parque das Águas. Onde se hospedar: Hotel Metrópole.

Centro Hidroterápico Balneário de São Lourenço

Estação de trem de São Lourenço

Unique Cafés

A Unique Cafés é uma parada obrigatória na cidade de São Lourenço. Especializados em cafés especiais, foram eleitos uma das 20 melhores cafeterias do Brasil. Eles possuem duas unidades na cidade, além de loja virtual e clube de assinatura. De lá saíram este ano os dois campeões brasileiros, dentre eles o barista e youtuber Gabriel Guimarães – vencedor do Campeonato Brasileiro de Barista e da edição nacional da Coffee in Good Spirits, cuja final foi em Berlim.

Nosso café-da-manhã por lá foi bem cedinho (às 5:30 h), antes do voo do balão, e contou com o lindo trabalho em Latte Art do Gabriel Guimarães, além de pães de queijo, bolos, pães, queijos, doce de leite, frutas e sucos naturais.

Café-da-manhã na Unique Cafés

Passeio de Balão

Uma das grandes surpresas da Rota do Café Especial são os passeios de balão que decolam de um imenso terreiro da Fazenda Sertão. Os voos feitos com a Minas Balonismo são muito seguros, tudo super controlado, sem turbulência e monitorado por uma equipe que nos acompanha por terra. Uma vez que o balão sobe, entramos numa corrente de vento e não sabemos exatamente para onde ela vai nos levar. O passeio dura cerca de cerca de 40 ou 50 minutos de voo. Durante o alvorecer, é emocionante ver a bruma (neblina) por entre as plantações de cafés, vales e as montanhas da Mantiqueira de Minas. Confesso que é uma experiência inesquecível!

Passeio de balão na Rota do Café Especial

Neste roteiro realizado com a Minas Balonismo, o voo tem duração aproximada de 60 minutos e o passeio total em média de 4 horas. O traslado é realizado pela Rota do Café e custa R$550,00 (com café-da-manhã incluso).

A Casa da Árvore na Fazenda Sertão

A Fazenda Sertão é interligada à Fazenda IP e ao mesmo tempo separadas por uma exuberante serra. Em meio as seculares lavouras da Fazenda Sertão está a Casa da Árvore, um mirante a 1260 m com paisagens de tirar o fôlego. Por lá, paramos para um coffe break regado a pães de queijo, goiabada mineira, doce de leite e muitos cafés. Do alto da estrutura de madeira à sombra de uma árvore é possível avistar o cenário deslumbrante das lavouras centenárias de 1908, cujo primeiro ano de comercialização data de 1912. Os desafios da cafeicultura de montanha já estão partindo para a 5ª geração da família e eles só têm a comemorar, pois ali se produz o café com a maior pontuação da história do Cup of Excellence.

Parada na Carmo Coffees

O turismo de experiência da Rota do Café Especial contou também com uma parada na Carmo Coffees, companhia focada na comercialização do melhor café da região. Por lá fizemos uma análise sensorial que envolveram três tipos de cafés, o tradicional (muito aromático), outro com grãos defeituosos e, por fim, com o padrão Nespresso, que  chegará à sua cápsula favorita.

Carmo Coffees

Certamente a viagem pela Rota do Café Especial foi uma aventura inesquecível pelas paisagens magníficas do sul de Minas. Acima de tudo foram histórias de pessoas, afinal, o café é feito por elas.

*O jornalista viajou a convite da Nespresso Brasil. Texto por Veron Campos. Fotos por Selva Bizarria e Veron Campos.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress Desenvolvido por

Siga o instagram ×
Visitar @viagemsembagagem