Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


06 de agosto de 2018

O Fantasma da Ópera volta a São Paulo

O fenômeno global já foi visto por mais de 140 milhões de pessoas em 35 países, 160 cidades e traduzido para 15 idiomas ao redor do mundo

Uma das produções de maior sucesso de todos os tempos, O Fantasma da Ópera, retorna ao Brasil após a comemoração do 30º aniversário do mais antigo musical em cartaz na história da Broadway. Este novo espetáculo promete repetir o sucesso de 2005, quando o musical esteve pela primeira vez no Brasil e foi visto por 880.000 pessoas.

O Fantasma – Thiago Arancam – Crédito Pedro Dimitrow

Baseado no romance clássico Le Fantôme de L’Opera, de Gaston Leroux, O Fantasma da Ópera conta a história de uma figura mascarada que se espreita pelas catacumbas da Ópera de Paris exercendo domínio e aterrorizando todos que por ali passam. O Fantasma se apaixona perdidamente por uma inocente jovem soprano, Christine, e se dedica compulsivamente a criar uma nova estrela dos palcos. E usa seus métodos diabólicos para que isso aconteça.

Christine Daaé – Lina Mendes – Crédito Pedro Dimitrow

Visto por mais de 140 milhões de pessoas ao redor do mundo e arrecadando mais de 6 bilhões de dólares em 2014, O Fantasma da Ópera teve mais faturamento que superproduções do cinema como Avatar, Titanic, Senhor dos Anéis, Jurassic Park e Star Wars.

No Brasil, esta nova montagem estreou  para o público no dia 02 de agosto de 2018, no Teatro Renault, em São Paulo.

Raoul – Fred Silveira – Crédito Pedro Dimitrow

O musical é apresentado pelo Ministério da Cultura e Grupo Bradesco Seguros; tem patrocínio máster de Bradesco; patrocínio de EMS e Cielo e apoio de Vivo, B3 e IRB Brasil RE, as letras são em português e estão em seu elenco brasileiro: Thiago Arancam (Fantasma), Leonardo Neiva (Fantasma alternante), Lina Mendes (Christine), Giulia Nadruz (Christine alternante), Fred Silveira (Raoul), Sandro Christopher (Monsieur Firmin), Marcos Lanza (Monsieur André), Bete Diva (Carlotta); Cleyton Pulzi (Piangi), Taís Víera (Madame Giry) e Fernanda Muniz (Meg Giry) entre os personagens principais.

O Fantasma (Thiago Arancam) e Christine Daaé (Lina Mendes) – Crédito Pedro Dimitrow

O FANTASMA DA ÓPERA tem música de Andrew Lloyd Webber e é dirigido por Harold Prince. As letras são de Charles Hart (com letras adicionais de Richard Stilgoe), livro por Richard Stilgoe e Andrew Lloyd Webber. Design de produção de Maria Björnson, iluminação de Andrew Bridge e som original de Mick Potter. Encenação musical e coreografia de Gillian Lynne, orquestrações de David Cullen e Andrew Lloyd Webber.

Sobre O Fantasma da Ópera 

– Desde a sua estreia em 26 de janeiro de 1988, a produção da Broadway de O Fantasma da Ópera arrecadou mais de US$ 1,1 bilhão. Entrando na sua quarta década, continua a ser um campeão de bilheteiras.

– O Fantasma da Ópera tornou-se o show mais antigo da história da Broadway em 9 de janeiro de 2006, com sua performance de número 4786, superando o recordista anterior Cats, também de Andrew Lloyd Webber e também produzido por Cameron Mackintosh.

– Em 26 de janeiro de 2013, a produção da Broadway comemorou um marco de 25 anos. Em 28 de novembro de 2016, comemorou outra conquista histórica: tornou-se o primeiro e único show da Broadway a atingir 12.000 apresentações. A título de comparação, o Fantasma está à frente do segundo maior show da Broadway, Chicago, por mais de 9 anos e quase 4.000 apresentações.

– O Fantasma da Ópera se tornou a primeira produção teatral na história a atingir US$ 6 bilhões em faturamento mundial, realizado em 2014. As receitas superaram muito o filme de maior bilheteria do mundo Avatar (US$ 2,8 bilhões), bem como outros blockbusters como Titanic, O Senhor dos Anéis, Jurassic Park e Star Wars.

– O espetáculo já foi visto por mais de 140 milhões de pessoas em 35 países e 160 cidades. São eles: Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, China, República Checa, Dinamarca, Inglaterra, Estônia, Finlândia, Alemanha, Holanda, Hong Kong, Hungria, Irlanda, Japão, Coréia do Sul, México, Nova Zelândia, Filipinas, Polônia, Rússia, Escócia, Cingapura, África do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Taiwan, Tailândia, Turquia, Estados Unidos e País de Gales. Em traduzido para 15 línguas: Inglês, francês, alemão, japonês, dinamarquês, polonês, sueco, castelhano, húngaro, holandês, coreano, português, espanhol, estoniano e russo.

– A principal produção londrina de O Fantasma da Ópera estreou em 9 de outubro de 1986 no Her Majesty’s Theatre. Em outubro de 2016, comemorou seu 30º aniversário e superou 12.500 apresentações. Seu 25º aniversário, em outubro de 2011, foi comemorado com uma produção especial no Royal Albert Hall, em Londres. Uma gravação ao vivo foi lançada em CD (Decca) e um DVD foi lançado pela Universal Home Entertainment.

– Atualmente há cinco produções de O Fantasma da Ópera no mundo: Londres, Nova York, Japão, Budapeste e Turnê da América do Norte. O espetáculo estreia em agosto no Brasil e em setembro na Dinamarca.

– O musical já ganhou mais de 70 grandes prêmios de teatro, incluindo sete Tony Awards em 1988 (incluindo Melhor Musical) e três prêmios Olivier, além do Olivier Audience Award de 2016 no West End. A gravação original do elenco, com mais de 40 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, é a gravação de elenco mais vendida de todos os tempos.

Efeitos especiais: 75.025 lâmpadas são usadas no lustre; 10 máquinas de fumaça são usadas em cada apresentação.

Cenário: São 7.700 metros de tecido nas cortinas; 281 velas; 15 manequins em tamanho real; 10 candelabros e 1 elefante em tamanho real.

Roupa e perucas: 35 máscaras usadas na cena “Carnaval”; o espetáculo conta com 230 figurinos e 111 perucas.

Fantasma: o ator leva cerca de 90 minutos para ficar pronto e todo Fantasma tem uma máscara personalizada feita a partir de um molde de seu rosto.

Onde comprar:
Os ingressos estão disponíveis para venda na bilheteria do Teatro Renault, pela internet (www.ticketsforfun.com.br) e pontos de venda espalhados pelo país. As sessões acontecem às quartas, quintas e sextas, às 21h; aos sábados, às 16h e 21h; e aos domingos, às 15h e 20h.
Fotos e texto: T4F – Time For Fun



Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress Desenvolvido por