Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


19 de Maio de 2018

Buenos Aires. Não há na América um lugar tão Europeu.

Com a moeda estrangeira em alta, optar pela “Europa Latina” ainda é uma excelente opção para suas férias.

Obelisco – Foto: Netto Arruda

Em meio a instabilidade econômica em que o nosso país se encontra e o câmbio do Dolar e do Euro nas alturas, optar por viajar pela América do Sul tem sido uma escolha ainda mais frequente nos últimos anos. Entre os países mais procurados, a Argentina lidera neste ranking, deixando pra trás o Chile e a Colômbia, lugares em que falaremos posteriormente, pois o foco aqui será sobre as maravilhas da cidade que carrega o título de Europa nas Américas, Buenos Aires, capital da Argentina.

Líder em maior número de rotas partindo de cidades brasileiras, pode-se chegar à Buenos Aires em voos direto partindo de 18 cidades diferentes: Aracaju, São Paulo, Rio de Janeiro, Cabo Frio (sazonalmente), Porto Alegre, Belo Horizonte, Florianópolis, Curitiba, Navegantes, Foz do Iguaçu, Brasília, Maceió, Porto Seguro, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal e Manaus.

Buenos Aires é encantadora por muitos motivos que vão desde a simpatia do seu povo com os brasileiros (a rivalidade entre as duas nações não parece existir quando saímos do cenário futebolístico) até as belezas artísticas da arquitetura, música, culinária e dança. Sem dúvida, é um destino bastante apreciado por turísticas brasileiros que optam por usufruir de uma cultura bastante europeias e por um custo muito menor do que ir a Espanha, por exemplo.

A comida portenha é conhecida por suas maravilhosas carnes, afinal quem nunca ouviu falar da deliciosa picanha argentina? Contudo, não poderia deixar de falar da parillada, um tipo de churrasco de origem espanhola repleto de variedades e também conhecida como “asado”. Se for a Buenos Aires e adora aguçar novos paladares, escolha um bom restaurante (para garantir a qualidade do prato) e saboreie este delicioso prato, principalmente para experimentar a morcilla (uma espécie de chouriço de sangue) e o chorizo (chouriço um pouco mais tradicional ao nosso paladar com temperos locais).

Asado Portenho. Foto: Renata Fernandes

Caminhando pela rua Florida – principal pornto turístico para compras – facilmente você será abordado por argentinos e brasileiros vendendo passeios e/ou shows de tango. Casas como Tango Porteño, Esquina Carlos Gardel, Señor Tango são facilmente vendidas por alí e incluem transfer, jantar e show. Normalmente as mais famosas são as mais caras, mas com um pouco de peciência você encontrará lugares pela metade do preço e se não quiser jantar, pode assistir somente ao show. Vale muito à pena. E se você também gostar de curtir músicas latinas como Reggaeton, não faltarão lugares, pois a noite de Buenos Aires funciona de domingo a domingo e sempre com clubes e boates mais descoladas para o público mais jovem. Apenas um detalhe importante: ao contrário do Brasil, as boates ou “boliches” como são chamadas por lá, começam à 1 da manhã se estendendo até que o dia esteja claro.

Cemitério da Recoleta. Foto: Juan Zuleta

Floralis Genérica (Bairro da Recoleta)

Faculdade de Direito (Bairro da Recoleta)

A cidade dispõe daqueles ônibus turísticos com serviço de tradução em vários idiomais, inclusive o português. Se você não é do tipo desbravador, é justo esperimentar este serviço que pode ser facilmente adquirido em vários pontos da cidade. Utilizar o Buenos Aires Bus (https://www.buenosairesbus.com), é a forma mais tranquila de conhecer os principais pontos turísticos da cidade. Você pode descer nos pontos de interesse, conhecer tudo no seu tempo e quando quiser, procurar uma parada e seguir viagem. Vale apontar lugares como o Obelisco, Porto Madero, a Flor Metálica (Floralis Genérica) que fica no bairro da Recoleta, próxima à Faculdade de Direito e o Cemitério da Recoleta (onde Evita foi sepultada), o Jardim Japonês, a Casa Rosada e o bairro de Caminito. Neste último vá na hora do almoço e desfrute de um típico almoço argentino regado a muita música e tango. Será Incrível!

Puente de la Mujer – Foto: Netto Arruda

Sobrando tempo, não deixe de ir a Tigre. Uma cidade pertencente à Província de Buenos Aires (algo como região metropolitana como conhecemos aqui no Brasil), fácil de chegar de trem. O custo da passagem até lá é bem barato e recomendo a ida pelo Tren de la Costa (neste caso terá que pegar dois trens), um trem que ao invés de ir por dentro das cidades vai pela Costa do Rio de La Plata e torna o passeio mais bonito. Para este o valor fica um pouquinho mais caro, mas vale à pena, pois o trem é mais novo e a viagem é bem mais agradável. Em um futuro post falaremos mais detalhadamente sobre como fazer esta viagem. Caso não queria esperar, entre em contato conosco que teremos o prazer em explicar exatamente como fazer. Em Tigre, faça um passeio de barco pelo Delta Tigre e se depare com casas ribeirinhas, geralemnte utilizadas para veraneio e embarcações abandonadas ao longo do rio.

Puerto Madero

Por fim, Buenos Aires é de fato um pedacinho da Europa nas Américas e sem a menor dúvida, vale muito à pena se perder nas ruas do bairro de San Telmo, caminhar pela Recoleta e parar em um bar para tomar uma boa taça de vinho, deliciar um bom queijo e se permitir viver um pouco esta maravilhosa cidade repleta de emoções e de uma cultura ímpar. Conheça Buenos Aires.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress Desenvolvido por