Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


14 de Abril de 2018

BASILEIA (BASEL): O QUE FAZER NA CAPITAL CULTURAL DA SUÍÇA.

Da charmosa Marktplatz ao centro histórico às margens do Rio Reno, a Basileia vai muito além da Art Basel. Confira nosso roteiro de dois dias na cidade onde a cultura não tem limites.

A Basileia talvez seja mais conhecida no mundo inteiro pela sua famosa feira internacional de arte, a Art Basel. O destino- que possui 40 museus – está situado no coração da Europa, exatamente na região do triângulo fronteiriço formado pela Suíça, França e Alemanha. Terceira maior cidade da Suíça com quase 200 mil habitantes, é cortada pelo límpido Rio Reno, que lhe confere paisagens deslumbrantes. Abriga importantes indústrias farmacêuticas, de biotecnologia e de cosméticos, como a Roche, cuja sede está na região desde sua fundação em 1896. Graças ao tamanho compacto da cidade e à excelente rede de transporte público, deslocar-se pela região é simples e rápido. As principais atrações, como a icônica catedral Münster do século XIII, estão sempre a uma curta caminhada. Andar pelas suas ruas repletas de construções históricas é um deleite. Bem-vindos a cidade onde a cultura é ilimitada.

Catedral da Basileia

Principal marco arquitetônico da cidade, a Catedral de Basel (Basler Münster) chama a atenção pela intensa cor vermelha da sua fachada, cujas paredes em arenito trazem ricos adornos e imenso relógio. Construída entre os anos de 1019 e 1500 nos estilos Romântico e Gótico, possui duas imponentes torres e impressivos telhados coloridos declinados. No interior, a cripta, a capela-mor, a Tumba de Erasmo de Roterdã e os dois claustros contam a história da sua fascinante construção através dos séculos. A praça em frente a catedral é um importante espaço cultural, abrigando concertos e eventos. Suba até o terraço – situado no alto da torre – e tenha uma vista de 360° do Rio Reno e de vários pontos importantes da cidade de Basel. Horários: segunda a sábado (11 h às 16 h); domingo (11:30 às 17 h). Preço: 5,00 Francos Suíços.

Centro Histórico

O compacto centro histórico da cidade da Basileia é para ser explorado a pé. Em cada esquina da cidade antiga, é possível descobrir charmosos edifícios que remontam ao século XV, como também fabulosas construções contemporâneas projetadas por alguns dos arquitetos mais renomados do mundo. De fato, a Basileia respira arte por todos os lados. O Turismo de Basel oferece cinco passeios pela cidade antiga, cujas rotas estão disponíveis no aplicativo iTour Basel, que podem ser baixados no Google Play ou na Apple Store.

Fundação Beyeler

Fomos convidados para conhecer a Fundação Beyeler, fundada pelo casal Ernst e Hildy Beyeler. A propriedade está localizada a aproximadamente 20 minutos de tram a partir do centro da cidade. A fundação é considerada um dos mais relevantes museus de arte da Suíça e um dos melhores do mundo. O edifício principal em estilo modernista, cujo projeto é do arquiteto italiano Renzo Piano, já vale a visita. A linda construção é banhada por espelhos d’água e circundada por exuberante jardim com esculturas. No interior, exposições com 250 obras-primas da coleção de Hylder e Ernest Beyeler, como também mostras temporárias dispostas nos imensos salões. Preço: 25,00 Francos Suíços. Horários: aberto o ano inteiro das 10 h às 18 h.

Kunstmuseum Basel

O Kunstmuseum é o melhor museu de arte da Basileia e abriga importante coleção de obras de Paul Cézanne, Vicent van Gogh, Monet e Rembrandt, além de expressivas exposições de arte contemporânea. O elegante museu do século XVII é um dos mais antigos da Suíça, possuindo imponente fachada e interior com grandes arcos e colunas. Fica próximo ao centro histórico e a entrada é grátis para as exibições temporárias nas terças, quartas, sextas e sábados das 17 h às 18 h. No primeiro domingo do mês, o acesso gratuito vai das 10 h às 16 horas.

Marktplatz

A Marktplatz é uma charmosa praça que abriga, durante a semana, feiras com produtores locais. Fica localizada em frente ao expressivo prédio da prefeitura da Basileia, sede do governo do Cantão de Basel-Stadt. Vale a pena explorar as barraquinhas repletas de exemplares de flores únicas, frutas, vegetais e queijos especiais desta região suíça.

Prefeitura da Basileia  (Rathaus von Basel)

Sede do governo da Basileia e do Parlamento do Cantão, o prédio da prefeitura chama a atenção de quem passa pela Marktplatz (Praça do Mercado). A linda construção – situada no coração do sítio histórico – também se destaca pela fachada vermelha, com vários adornos, afrescos e brasões. O atrativo pátio interno é envolvido por arcadas em estilo romântico e uma torre.  A entrada é gratuita e pela importância histórica vale a pena visitar.

O Rio Reno

O Reno está para a Basileia, assim como a Praia de Copacabana está para o Rio de Janeiro.  Principal artéria da cidade, possui largas pontes, como a ……, que o corta no lado …. da cidade. Durante o verão, o caudaloso rio é o lugar preferido dos locais para um mergulho nas suas águas límpidas e banhos de sol nas suas margens. A caminhada pelo seu calçadão rende belas vistas para o skyline da cidade repleto de construções históricas.

Tinguely Fountain

Jean Tinguely é um famoso artista plástico suíço nascido em Friburgo e reconhecido por incríveis fontes d’água feitas com engenhocas mecânicas (há vários exemplares espalhados pela Suíça, inclusive em Friburgo). O de Basileia foi criado em 1977 e traz nove figuras de ferro com movimentos mímicos sobre a água.

Markthalle

O mercado coberto de Markthalle é uma boa opção para um lanche rápido na Basileia. Nele os visitantes podem escolher diversas especialidades de pratos provenientes de várias partes do mundo, servidos diretamente das barriquinhas. Site: www.altemarkthalle.ch 

Carnaval de Basel (Fasnacht)

O carnaval da Basileia, assim como o carnaval do Brasil, dura três dias. Mas as diferenças devem parar por aqui. Chamado de Dame Fasnacht, combina desfiles com performances artísticas ao som de exóticos instrumentos musicais. Começa na primeira segunda após a Quarta-feira de Cinzas e, segundo os locais, são os “três melhores dias do ano” na Basileia. Foi recentemente reconhecido pela UNESCO como elemento do patrimônio cultural e imaterial da humanidade.

Messe Hall

Projetado pelos renomados arquitetos da Basileia Herzog & de Meuron, o Messe Basel está localizado na Messeplatz e chama a atenção pela grandiosidade da fachada em alumínio, formas irregulares e o revestimento que parece escamas de peixe. Inaugurado em 2013, o complexo de exibições vai além da Art Basel e funciona o ano inteiro com visitas guiadas, restaurantes, teatros e musicais. Embaixo do grande vão do complexo existem estações do Tram, conectando-o a diversas atrações da cidade. Na parte central da cobertura, há um imenso buraco que os arquitetos chamam de “janela para o céu”. A grandiosa obra arquitetônica era nossa passagem diária para o centrinho da Basileia, uma vez que ficava bem ao lado do Hyperion Hotel Basel. Antes de visitá-lo, consulte a programação no site: www.mch-group.com/en-US/venues/basel/messe-basel

Onde Comer na Basileia: Volkshaus Basel Brasserie

Situado entre o centro de exposições Messe Basel e sítio histórico, o Volkshaus era desde 1925 um tradicional restaurante da Basileia. Após uma extensa reforma, a casa reabriu em 2012 com projeto assinado pelos famosos arquitetos locais Herzog & de Meuron. O edifício possui amplos salões e abriga, além do Bar e da Brasserie, um charmoso pátio interno (aberto) circundado por árvores, onde funciona seu Biergarten. No primeiro andar, o espaço abriga salas de música, sendo um ponto cultural no coração de Kleinbasel.

Logo após a entrada – ladeada por quatro colunas – chama a atenção o extenso bar, com atmosfera mais escura, luz baixa, móveis escurecidos e dezenas de lâmpadas circulares que despencam do teto. Em seguida, o salão principal revela-se mais claro com paredes brancas, cadeiras e piso em madeira escura.

No menu da brasserie do Volkshaus Basel, delícias como a salada com alface-de-cordeiro com ovos, croûtons e bacon crocante (CHF 16,00) ou o tradicional bolo de carne alemão, o Hausgematcher Hackbraten (CHF 32,00), que vem acompanhado com purê de batata, cogumelos fritos e molho cremoso.

Ótimo jeito para encerrar o jantar foi com impecável Schokoladenmousse aus dem Topf (CHF 12,00). Maravilhoso mousse de chocolate meio amargo com creme-de-leite fresco servido direto do pote para o prato pelo simpático serviço do Volkshaus Basel.

O restaurante – cuja cozinha é comandada pelo chef Benjamin Mohr – funciona de segunda à sexta para almoço e jantar. Fecha aos domingos. Site: volkshaus-basel.ch

Onde se hospedar na Basileia

Na Basileia ficamos hospedados no Hyperion Hotel Basel, um quatro estrelas com localização privilegiada em frente ao complexo Messe Basel, projetado pelos arquitetos Herzog & de Meuron e sede da famosa feira Art Basel. A imensa propriedade, situada num arranha-céu de pele de vidro azul, passou recentemente por um retrofit e traz acomodações confortáveis, décor contemporâneo e extenso buffet de café-da-manhã. Veja nossa experiência completa aqui.  

Sobre o transporte público gratuito na Basileia. 

O BaselCard é um cartão pessoal e intransferível que todos os visitantes recebem no ato do check-in, em qualquer hotel da Basileia. O cartão inclui transporte público gratuito, Wi-Fi livre, uma entrada para um passeio de barco e 50% de desconto no Basel Zoo, no Basel Theatre, em passeio guiado pela cidade antiga e duas horas de passeio no ônibus panorâmico.  Não esqueça de pedi-lo no ato do check-in. 

Sobre a viagem a Basileia

Veron Campos viajou a convite do Basel Tourismus. Do Brasil, o autor viajou até Frankfurt, com a Condor Airlines, e conexão para Genebra com a Lufthansa. 

Site do órgão oficial do destino: www.basel.com 




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress Desenvolvido por

Siga o instagram ×
Visitar @viagemsembagagem