30 de março de 2017

PARRACHOS DE PEROBAS E BARRA DE PUNAÚ: MERGULHO COM BELAS PAISAGENS NO RIO GRANDE DO NORTE

Segundo ponto de mergulho mais procurado no Estado do Rio Grande do Norte, os Parrachos de Perobas possui águas mais rasas e sossego garantido. No caminho, Barra de Punaú proporciona belas paisagens entre dunas e rio de águas transparentes.  

O Farol de Perobas. Fincado no mar, é o primeiro sinal de que estamos chegando nos parrachos

 

TOUROS – É no município de Touros, situado a aproximadamente 75 km ao norte de Natal, que estão localizados os Parrachos de Perobas. Também conhecidos como Parrachos de Rio do Fogo, são um agrupamento de corais (recife de corais) que, durante a maré baixa, formam piscinas naturais, cujo mergulho pode ser feito com snorkel ou cilindro. Mais rasos do que os Parrachos de Maracajaú e com menos vida marinha, recebem menos turistas e possuem uma estrutura bem mais simples. Não existem plataformas flutuantes (ponto de apoio no mar), como a da Maracajaú Diver, nem base de apoio (em terra) com várias opções de lazer, como o Ma Noa Park. No entanto, a visita pode ser combinada com uma parada na paradisíaca Barra de Punaú, onde é possível ver dunas, praias desertas, belos coquerais e o encontro das águas límpidas do Rio Punaú com o mar.

Barra de Punaú. Entre dunas de areias finas está a foz do Rio Punaú

Opções de diversão não faltam em Barra de Punaú, dentre elas estão os passeios de buggy

 

BARRA DE PUNAÚ – No caminho para os Parrachos de Perobas, a 65 km de Natal, está Barra de Punaú, um estuário formado pelo rio homônimo de águas marrons, mas bem límpidas. Circundado por vegetação exuberante de um lado e dunas de areias finas e brancas do outro, o cenário – digno de cartão postal – conta com a boa infraestrutura do Punaú Eco Brasil. Paramos em alguns locais especiais, como o deck de madeira de frente para o Rio Punaú e subimos a duna, de onde descemos de aerobunda para um refrescante mergulho no rio. A paisagem é única e rende belas fotos. Experimente o passeio de quadriciclo, cujo percurso margeia o mar de águas mornas esverdeadas. Em 30 minutos é possível conhecer ainda mais os encantos da sossegada região.

Aerobunda. Mergulho divertido das dunas para as águas límpidas do Rio Punaú

O Rio Punaú e ao longe as dunas

A estrutura conta com o restaurante do Punaú Praia Hotel entre coqueiral exuberante

 

PARRACHOS DE PEROBAS – Para chegar à modesta vila de pescadores de onde partem as lanchas para os parrachos usamos os serviços da Marazul Receptivo (a partir de R$150,00 – o passeio). Na tranquila Praia de Perobas, o simpático Restaurante do Vozinho, que também conta com uma pousada, é o ponto de apoio que recebe os turistas de forma bastante hospitaleira e repleta de “histórias de pescadores”. Da cozinha do Vozinho (cujo nome é Lavoisier) saem ensopado de arraia, polvo no óleo, carne-de-sol e uma delícia de peixe frito com arroz, feijão, salada e macaxeira frita (R$55,00).

Praia de Perobas. Paraíso ainda sossegado de onde partem as lanchas para os Parrachos de Perobas

Vozinho. Restaurante e ponto de apoio para o mergulho nos parrachos

 

Da praia até as formações de corais são 5 km mar a dentro. Feitas em lanchas velozes, o percurso é tirado em aproximadamente 15 minutos. No caminho, passamos em frente ao Farol de Perobas. Fincado no Mar, é o símbolo dos parrachos e aviso aos navegantes de que já estamos na região tomada pelos recifes de corais. Mais rasas do que as de Maracajaú, as piscinas naturais possuem também pouca vida marinha para ser admirada. Mergulhando com máscara e snorkel, em torno das lanchas, vi escassos peixes que fugiam ariscadamente. Outra opção é fazer o mergulho com cilindro em direção às águas mais profundas.

Recifes de corais em Perobas. Vida marinha escassa com difícil visualização

Mergulho realizado de acordo com a tábua de marés

 

O mergulho nos parrachos – que ocorre apenas durante a maré baixa – pode ser mais proveitoso e ter um plus nos períodos de lua nova ou cheia, uma vez que a maré ficará ainda mais seca, resultando no aumento da transparência e visibilidade da água.

Estrutura conta com lanchas e sem as plataformas flutuantes encontradas nos Parrachos de Maracajaú

 

COMO CHEGAR

⇒ O acesso a Praia de Perobas, em Touros, é pela BR-101 sentido norte a 78 km de Natal-RN, Brasil.

 

 

— LEIA MAIS —

◊ PARRACHOS DE MARACAJAÚ

◊ ESUÍTES VILA DO MAR

◊ SUNBAY HOTEL PIPA

 

 

Voe com a Condor!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por