Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


22 de dezembro de 2016

POR DENTRO DO AQUÁRIO DE SÃO PAULO

Ao longo de corredores temáticos, o Aquário de São Paulo exibe espécies aquáticas e terrestres no histórico bairro do Ipiranga.

Muito comum nas principais metrópoles mundiais, os grandes aquários tornaram-se atrações que atraem multidões de visitantes a cada ano. São milhões de litros de água, muita tecnologia e centenas de espécies em ambientes que tentam ao menos “recriar” os ecossistemas de onde elas são originárias. O Aquário de São Paulo vai além da exibição de espécimes aquáticas. Afora os temidos tubarões e peixes de várias cores e tamanhos, há coalas, raposas-voadoras, cangurus e até gigantescos ursos polares.

Aquário de São Paulo. Cerca de 300 espécies de animais, entre aquáticas e terrestres

 

Aberto em 2006, o Aquário de São Paulo possui cerca de 3.000 animais pertencentes a aproximadamente trezentas espécies. Projetado dentro de um complexo de 15 mil metros quadrados dividido por temas, tem no primeiro setor as florestas brasileiras representadas pelos rios de água doce e de onde vêm alguns répteis, como o raro exemplar de jacaré albino e também iguanas, lagartos e serpentes.

No setor dedicado aos mamíferos brasileiros, pudemos encontrar – num tanque que recria uma floresta submersa – o imenso peixe-boi amazônico nadando entre cardumes de peixes como o tambaqui e pirarucu. Tamanduás, lontras e outros mamíferos também podem ser avistados nos corredores apinhados de grupos de estudantes.

Um dos grandes destaques do aquário fica por conta do interior do oceanário que simula um submarino naufragado. São mais de um milhão de litros de água de onde se pode ter uma visão de tubarões-lixa e do “temido” tubarão mangona de aparência bastante agressiva.

Submarino naufragado. Tubarões dentro de um oceanário com 1 milhão de litros de água

 

O setor africano é, ao lado do australiano e do indonésio, uma das atrações mais disputadas do Aquário de São Paulo. Famílias de ariscos suricatos e lêmures podem ser vistos a poucos centímetros de distância através das paredes de vidro.

Aquário com zoológico. No setor da África tem suricatos e lêmures

 

Os grandes ursos polares bastante ameaçados pelas alterações no clima terrestre ficam numa área praticamente reservada só para eles. Eles podem ser vistos através de dois ângulos diferentes: submersos pelos visores inferiores de vidro e pela parte superior (ao lado de alguns blocos de gelo).

Ursos polares, suricato e cangurus

 

O Aquário de São Paulo tem algumas novidades extras que são cobradas por fora, como o Jurassic Aquarium (R$10,00), Aquário Abaixo de Zero (R$10,00) e Novo Cinema 7D (R$10,00). Há ainda um restaurante e lojinhas temáticas.

Fachada do Aquário de São Paulo no bairro do Ipiranga

 

 

Aquário de São Paulo

Rua Huet Bacelar, 407

Ipiranga – São Paulo/SP

Fone: (11) 2273-5500

— Horários: segunda a domingo (9h às 19h) | feriados (9h às 19h)

— Quanto custa: crianças (3 a 12 anos por R$50,00); adultos (R$80,00); melhor idade (R$40,00); **Segunda-feira (preço único por R$50,00).

Site: http://www.aquariodesp.com.br/novo/

 

Seguro viagem geral 728x90




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress Desenvolvido por