Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


27 de Abril de 2016

Wiella Bistrô: ótimo menu degustação em Recife

Conheça o criativo menu degustação elaborado pelo Chef Claudemir Barros no Wiella Bistrô.

Foi conhecer o elaborado menu degustação do Chef Claudemir Barros no Wiella Bistrô, em Recife. O Chef está no comando da casa desde 2003 – ano de sua inauguração. Sua cozinha autoral é inspirada na clássica culinária francesa, contudo lança mão de ingredientes locais e sazonais. O Wiella Bistrô está muito bem localizado dentro do Shopping da Decoração no bairro de Boa Viagem. A decoração tem clima romântico, iluminação sóbria, cores em tons ocres e uma grande árvore seca posicionada no salão principal.

IMG_1975

Ambiente com decoração elegante tem uma árvore seca no salão principal.

O menu degustação chama-se Degustando Pernambuco por Claudemir Barros. Ele é a expressão máxima da criatividade que um chef pode ter, pois é a partir desse desfile de pratos servidos em pequenas porções reduzidas que um cozinheiro pode dar asas ao seu talento e exibir suas criações mais surpreendentes.

IMG_2048

Wiella Bistrô no Shopping da Decoração no bairro de Boa Viagem – Recife.

Engajado na valorização dos ingredientes da região, Claudemir prova que é possível unir a cozinha clássica com insumos locais. Ele já participou do Mesa Tendência e Mesa Ao Vivo SP – eventos que reúnem os “top chefs” do Brasil. Também já trabalhou no Hotel Emiliano e já estagiou no D.O.M do Chef Alex Atala. Talvez esse fato tenha influenciado na elaboração de alguns dos pratos que compõem seu menu degustação em seis etapas, a exemplo do Ceviche de Chuchu e Umbu. Com sabor exótico, marcante, mas ao mesmo tempo delicado e suave, o prato foi uma maneira que o chef encontrou para chamar a atenção para o riquíssimo ingrediente cultivado pela comunidade de Prata Grande, em Amaraji -PE, cuja produção do chuchu abastece o estado.

IMG_0443

Ceviche de chuchu e umbu | Foto do Autor.

O Rocambole de Abóbora e Camarão e Emulsão de Coentro é uma homenagem à tradicional receita colchão de noiva das senhoras cozinheiras. Aqui revisitado numa versão contemporânea.

IMG_0451

Do jerimum vem essa maravilha de rocambole com camarão e emulsão de coentro… comeria vários!

O engajamento do chef com o Projeto Plantar Ação e Preserva Ação – no qual pesquisa por ingredientes, técnicas e receitas esquecidas ou não valorizadas – o levou ao encontro dos povos indígenas da Bahia e de Pernambuco que vivem nas regiões dos municípios de Itacuruba, Rodelas e Paulo Afonso. Esses povos que cuidam dos criatórios de camarão e tilápia numa área do Rio São Francisco foram homenageados com o delicioso prato Pirá Pitu da Baixa do Chico. Tal prato une um vatapá de jerimum pernambucano, tilápia empanada, castanhas e camarões salteados. Após degustá-lo, leva-se uma peça exclusiva em cerâmica: o Prato da Boa Lembrança.

REG3842-600x400

Pirá Pitu Baixa do Chico – Prato da Boa Lembrança | Foto: divulgação.

O Raviolli de Rabada e Mussolini de Fruta Pão foi outra grande surpresa do menu degustação em seis etapas – Confiance. Homenageia os ingredientes que durante a história de nossa gastronomia foram vistos como ingredientes de subsistência.

IMG_0461

Raviolli de Rabada e Mussolini de Fruta pão | Foto do Autor.

O Carré de Cordeiro ao molho de jenipapo com cogumelos desidratados faz alusão – na montagem – às poucas matas ainda existentes no estado de Pernambuco. Já o uso do cordeiro é para fazer uma menção ao bode, tão comum na região. Acompanha caroço de jaca, macaíba, castanha e ervas encontradas nas matas de estado.

IMG_0483

Carré de Cordeiro: um alerta ao desmatamento na montagem que traz elementos exóticos.

A sobremesa – que não poderia faltar – veio representada por um Espumone de Tapioca com Goiaba. Delicada, ressalta práticas e ingredientes já bastante enraizados na cultura de Pernambuco.

IMG_0489

Espumone de Tapioca com Goiaba.

O vinho sugerido pelo sommelier José João da Silva para harmonizar com os delicados pratos do menu degustação foi o L’Opale de La Presqu’île (R$ 124,00). Rosé proveniente da região de Côtes de Provence (França), apresenta uma cor linda puxando pro salmão e um delicado aroma que envolve notas de damasco, pêssego e morango. Como é leve, refrescante, com discreto frutado e uma boa acidez, é uma companhia perfeita para pratos leves de frutos do mar ou para ser degustado como aperitivo.

IMG_0459

L’Opale de La Presqu’île – um rosé proveniente da região Côtes de Provence, França | Foto do Autor.

Saiba mais
Tipo de cozinha. Inspirada na culinária francesa com toques regionais.
Ideal para. Almoço ou jantar romântico.
Carta de vinhos. Adega com mais de 230 rótulos – uma das maiores de Recife – sob os cuidados do simpático maitre e sommelier José João da Silva. Os preços variam do chileno Miguel Torres – Hemisfério por R$66,00 ao elegante Chateau Grand Puy Lacoste Cru Classe da região de Bordeaux por R$833,00.
Quanto custa. Menu degustação 3 etapas – R$90,00; 6 etapas – R$160,00; 9 etapas – R$200,00 (mediante reserva). 
WIELLA BISTRÔ
Av. Eng. Domingos Ferreira, 1274
Shopping da Decoração – Boa Viagem
Recife – PE
Fone: (81)3463-3108 



Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress Desenvolvido por