Newsletter

Assine abaixo para receber as últimas novidades do blog no seu e-mail!


Após rodar por quase trinta minutos por um quarteirão próximo ao mercado de Casa Amarela (ufa!), consegui finalmente achar o Restaurante Cozinhando Escondidinho. E toda essa minha dificuldade em encontrá-lo faz jus ao nome do estabelecimento. Não tem nome, não tem placa, nem tão pouco cara de restô. Apenas uma identificação do nome do Chef Rivandro França numa plaqueta jogada ao chão e já do lado de dentro, após transpassar o muro do sobrado. E seria, sim Sinhô, mais um sobrado qualquer como os demais do bairro, se ali dentro não funcionasse a cozinha arretada do chef que começou ganhando dinheiro vendendo bombons com sabores inusitados de batata-doce, jaca, macaxeira e bolo de rolo. Como ele mesmo afirma – “nasci pra ser diferente”. E, cá pra nós, põe diferente nisso! Essa sua criatividade nata e rica em elementos regionais só poderia resultar numa culinária com uma identidade forte, marcante e já bastante reconhecida com o título, dentre outros, de Chef Revelação do Brasil em 2013.

G5265784

Chef Rivandro França e seu Cozinhando Escondidinho

G5505812

Da janela do restô dá pra ver o Morro da Conceição

A decoração é um capítulo a parte e cheia de quinquilharias e elementos regionais por todos os cantos. Caçarolas penduradas na parede, panelas de barro, bandejas de ovos no chão, recortes de matérias jornalísticas, livros de cordéis, colheres de pau, lata de leite ninho e até chinelos compõem o décor.

 

O cardápio não poderia ser diferente e me chamou bastante atenção com os nomes dos pratos cheios de regionalismos. À medida que fui lendo, descobri nomes engraçados como Cuzcuz de Cabeça Amarrada, Parafuso de Cabo de Serrote, Sossega Menino, Coma Todinho Viu, Baião de Nós e por aí vai o boi… Isso só fez despertar aquela curiosidade faminta que habita o âmago do meu ser estômago.

Pra abrir o apetite, começamos com o Caldinho de Mocofava (R$5,00). Um mix de fava preparada no caldo de mocotó com calabresa, charque e finalizado com cebolinha e pimenta biquinho. Tava perfeito e uma delícia.

IMG_0908

Faz bico pra tomar Caldinho de Mocofava

A segunda entrada – Ligue os Coalhos – foi uma novidade sugerida pelo Chef Rivandro e consiste em queijo coalho frito com mel de engenho apimentado e finalizado com sal perfumado. A combinação da capinha crocante do queijo com a ardência do mel ficou perfeita. Simples e maravilhoso!

IMG_0915

Ligue os Coalhos

Segundo o chef, que preza pela valorização dos ingredientes regionais, o segredo do seu sucesso é a sua família que cozinha unida e escondidinha. Há sobrinhos e irmãos entre os garçons, cozinheiros e sub-chefs.

Sabe aquele ditado popular “todas as marias vai com as outras”. Ele serviu de inspiração para outra entrada chamada de Três Marias (três coxinhas de carne de sol mergulhadas no creme de queijo coalho com cachaça). A técnica para comê-las é puxar o palitinho pela lateral deixando a coxinha mergulhar no creme de queijo. Eu achei dahora e por mim o creme de queijo poderia vir com mais cachaça. Ehehehe.

G5395801

Três Marias

IMG_0935

O prato principal foi uma surpresa. Leve e com sabores marcantes, consistiu num Filé de Tilápia acompanhado com arroz branco finalizado com creme de queijo de manteiga, perfumado de gengibre e limão e raspinhas de coco queimado. Parece um risoto, mas não é né. Tava muito saboroso. Perfeito.

image6

Não podíamos ir embora sem experimentar as sobremesas: a primeira opção foi Doce de Jaca com Sorvete de Rapadura.

image2

Doce de Jaca com Sorvete de Rapadura

Já a segunda sugestão foi o Triângulo Amoroso (bolo de rolo sobre chocolate quente, finalizado com sorvete de creme) por R$8,90.

IMG_0947

Triângulo Amoroso

Aqui no vídeo tem outra sobremesa  maravilhosa chamada de Cartxeira (banana da terra dourada na manteiga de garrafa, fatia de queijo manteiga, cubos de queijo coalho, cocada de macaxeira, flambada na cachaça e servida na mesa do cliente pelo chef finalizando com mel de engenho) por R$9,90.

RESTAURANTE COZINHANDO ESCONDIDINHO
Rua Conselheiro Peretti, 160 – Casa Amarela
Recife/PE

*Apesar do autor ter ido a convite do Cozinhando Escondidinho, todas as opiniões expressas aqui são totalmente pessoais e isentas.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

2 Respostas para "PROCURANDO PELO COZINHANDO ESCONDIDINHO – UMA VIAGEM PELOS SABORES NORDESTINOS"

LAMARTINE - 21, setembro 2015 às (19:06)

QUE VIDEO OTIMO !! ESSE CHEF E UM UM ARTISTA RAPAZ!! CRIATIVIDADE E BOM GOSTO!!

Responder

ISAIAS - 21, setembro 2015 às (19:11)

O RESTô É EXCELENTE , BOM ATENDIMENTO, COMIDA REGIONAL é DE MUITO BOM GOSTO E QUALIDADE. SEM FALAR DO CHEF RIVANDRO, UM SHOW A PARTE!! SEM ESQUECER QUE TEM UM PREÇO JUSTO! ARRETADO DE BOM!

Responder

Confira aqui as postagens mais lidas!

Viagem Sem Bagagem • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress Desenvolvido por